FANDOM




Quote1 Você — me humilhou, Vingador... Algo que nenhum homem ou criaturatenha feito — ou irá fazer — uma segunda vez! EU SOU HIPÉRION — enviado à Terra para se tornar seu maior campeão — mais poderoso do que uma onda do mar — capaz de voar, ver através das paredes, dobrar titânio com minhas próprias mãos! Eu sou invencívelINVULNERÁVEL! Quote2
-- Hipérion fonte 

O super-ser que se tornaria conhecido como Hipérion era um nativo da Terra-712, o qual foi o último membro sobrevivente de uma raça de Eternos. Embora as circunstâncias sejam desconhecidas, Hipérion foi adotado pela família Milton que o criou como seu filho adotivo Mark Milton. Mark foi criado com um forte código moral e acabou se tornando o super-herói chamado Hipérion, com base no Titã Grego. Quando adulto, ele se mudou para a cidade de Cosmópolis e pegou um trabalho como cartunista para jornal, além de ter começado um relacionamento com sua colega repórter Lonni Lattimer.

Durante o inicio de sua carreira como herói, Hipérion enfrentou vilões como Emil Burbank, formou uma amizade duradoura com o herói Falcão Noturno e juntou-se a ele e outros heróis na formação do Esquadrão Supremo, uma liga de heróis que lutavam pela justiça em sua Terra. Em suas aventuras com o Esquadrão, Hipérion entrou enfrentou inimigos como o Instituto do Mal e o Centurião Escarlate. Durante uma dessas batalhas, Hipérion e os outros membros do Esquadrão foram manipulados como peões em um Torneio de Campeões entre o Centurião e o Grande Mestre da Terra-616, onde eles foram colocados contra o Instituto do Mal. O Esquadrão venceu essa batalha, mas no entanto isso inspirou o Grande Mestre a criar sua própria versão da Terra-616 do grupo chamado Esquadrão Sinistro, incluindo um construto artificial do Hipérion.

Esse não seria o último encontro do Hipérion com seres da Terra-616: logo após ele se encontrou com os Vingadores, heróis nativos da Terra-616 que foram acidentalmente transportados para a Terra-712. Hipérion e o Esquadrão trabalharam juntos com os Vingadores para impedir Imago de causar a destruição da terra.

Hipérion e os outros membros do Esquadrão acabaram várias vezes sendo usados por um poder superior, geralmente forçando-os a enfrentarem heróis da Terra-616. Na primeira dessas tentativas, o Esquadrão Supremo foi posto sob o controle do Presidente Nelson Rockefeller, o qual estava sendo manipulado pela Coroa da Serpente da Terra-712. Em uma tentativa de dominar o universo com seu Cartel da Serpente, Rockefeller trabalhou com o Hugh Jones da Terra-616, o C.E.O. da Companhia Roxxon Oil. Isso levou Hipérion e o Esquadrão Supremo a enfrentarem mais uma vez os Vingadores.[2][3] Os Vingadores libertaram o Esquadrão da influência da Coroa da Serpente e acabaram com a influência do Cartel sobre o governo da Terra-712, deixando-o nas mãos do Esquadrão, enquanto eles se livraram de ambas as Coroas da Serpente na Terra-616.[4]

Quando os produtores de filmes na Terra-712 começaram a fazer um filme baseado nas aventuras do Esquadrão Supremo, Hipérion viajou para a Terra-616 para pedir aos Vingadores para participar do filme. Hipérion só encontrou Thor e os dois acabaram no meio de um plano criado por Emil Burbank e o maligno Hipérion da Terra-616 para fazer com que os dois lutassem um contra o outro. Quando a verdade foi descoberta, Hipérion e Thor derrotaram ambos os inimigos juntos.

Hipérion e o Esquadrão foram mais uma vez manipulados pelo Onisciente e Null, a Escuridão Viva. Isso aconteceu num momento em que o Falcão Noturno, em sua identidade de Kyle Richmond, era o presidente dos Estados Unidos. Onisciente e Null conquistaram o mundo inteiro e o jogaram em um caos total, usando o Esquadrão Supremo como sua força de elite. O Esquadrão e seu mundo foram libertados da tirania do Onisciente e Null pela intervenção dos Defensores da Terra-616.

Com seu mundo deixado no caos, Hipérion decidiu que o Esquadrão precisava ganhar o controle do mundo inteiro. Se reunindo com os outros membros do esquadrão, ele sugeriu que o grupo assumisse a tarefa de proteger o mundo em um alcance maior. Inspirado pelo povo da sua companheira de equipe a Princesa do Poder da Ilha Utopia, Hipérion sugeriu que eles enfrentassem os males reais do mundo: crime, pobreza, fome e até mesmo a morte. Eles decidiram começar o que foi apelidado de Projeto Utopia, na crença de que seu trabalho transformaria a Terra em uma Utopia. Acreditando que interferir com a vida das pessoas de tal forma era antiético, o Falcão Noturno deixou o grupo. Durante a noite, Kyle Richmond renunciou como presidente dos Estados Unidos, além disso Hipérion e o Esquadrão apareceram todos desmascarados, revelando suas verdadeiras identidades ao mundo como um ato de boa fé para fazer com que as pessoas ficassem ao seu lado e do Programa Utopia. Durante esse anúncio público, Hipérion sem saber chegou bem perto de ser baleado por Richmond com uma bala feita de Aragonita, a única substância que era letal para ele, no entanto Kyle não conseguiu puxar o gatilho.[5]

Hipérion ajudou o Esquadrão na restauração das comodidades humanas básicas, acabar com assaltos e proteger o mundo de ameaças como o Centurião Escarlate e o Instituto do Mal. Durante esse tempo, o Esquadrão também tirou as armas de fogo do mundo, substituindo-as por armas não-letais, como dispositivos de campo de força e pistolas de energia que aprisionava seus alvos em esferas. O Esquadrão também criou dispositivos criogênicos para manter os doentes terminais congelados até que eles pudessem ser restaurados à vida e curado de suas doenças. O mais controverso de todos foi a máquina B-Mod, um dispositivo que removia as tendências criminosas daqueles que eram presos. Embora esse dispositivo tenha sido usado apenas em voluntários, vários membros do Esquadrão abandonaram o grupo após o seu propósito ter sido abusado. Enquanto Hipérion ajudava o Esquadrão a utilizar o B-Mod em seus inimigos, o Instituto do Mal e outros vilões, o Falcão Noturno recrutou uma equipe de vilões e desertores do Esquadrão para tentar impedir o Programa Utopia de Hipérion.

Temendo que ele fosse submetido ao B-Mod, o velho inimigo de Hipérion, Emil Burbank - agora chamando-se de Mestre Ameaça - puxou o Hipérion da Terra-616 de uma dimensão limbo e criou um plano para substituir o Hipérion da Terra-712 pelo seu sósia. Aprisionando o Hipérion real na mesma dimensão limbo, o plano de Burbank teve sucesso, até que o Hipérion do mal se apaixonou pela Princesa do Poder e começou um relacionamento com ela após ter secretamente matado o marido idoso dela.[6] O Hipérion do mal Então prendeu Burbank na realidade limbo com o Hipérion real. Os antigos inimigos trabalharam juntos para se libertarem, e em uma batalha até a morte Hipérion acabou matando sua duplicata.[7] A batalha não terminou sem uma perda pessoal para Hipérion, já que a sobrecarga de sua visão atômica fez com que suas retinas queimassem, deixando-o cego. No entanto, ele foi equipado com óculos especiais que lhe permitiram ver por um tempo.

Mais tarde, Falcão Noturno e seus Redentores infiltraram-se no Esquadrão Supremo e então realizaram um ataque no complexo deles, numa tentativa de acabar com o Programa Utopia. A batalha terminou com muitas mortes, incluindo a do Falcão Noturno, o qual conseguiu convencer Hipérion sobre os erros na criação do Programa Utopia, do qual, embora suas intenções fossem boas, eventualmente alguém abusaria para seus próprios fins egoístas. Com seu melhor amigo morto, Hipérion rendeu o Esquadrão Supremo aos Redentores e o Programa Utopia foi desmantelado.[8]

Enquanto o Esquadrão estava preso na Terra-616 após a sua batalha com o Nth Man, o cego Hipérion conheceu Quasar e Makkari. Makkari notou que Hipérion era de uma raça semelhante aos Eternos e o instruiu a usar a energia do seu corpo para curar sua cegueira.

Após várias aventuras na Terra-616, o Esquadrão Supremo, trabalhando com os Vingadores e seus associados Espadachim e Magdalene, e os funcionários do Projeto Pegasus, utilizaram um Projetor Nth para retornar a sua realidade natal, onde descobriram que a sua Terra foi dominada pelo Diretório Global. Após vários membros do Esquadrão serem feridos, os membros originais uniram-se com o filho do Falcão Noturno original e Sk'ym'x para tentar desfazer o dano feito a seu mundo na ausência deles.

Recentemente, Hipérion foi chamado para o Panoptichron, um palácio de cristal conectado ao multiverso, por Bico, um mutante da Terra-616 que era um membro dos Exilados, para ajudar seus companheiros a enfrentar um Hipérion do mal da Terra-4023, o qual pretendia usar o Panoptichron para conquistar o multiverso.[9] Com a ajuda do Hipérion da Terra-5764 e dos Exilados, o Hipérion conseguiu enviar sua contraparte do mal de outro universo para a sua realidade natal. Quando ambos os Hipérions do bem expressaram sua preocupação em deixar o Panoptichron aos cuidado dos Exilados, foi Bico que mais uma vez os convenceu a partir.[10]

Esse não foi o último encontro de Hipérion com os Exilados: Quando Proteus da Terra-58163 (na época no corpo do Hulk (John Eisenhart) da Terra-6375) chegou à Terra-712 fugindo dos Exilados, ele convenceu Hipérion e o Esquadrão de que os Exilados estavam abusando de sua responsabilidade, e depois fugiu para a Terra-9200.[11] Hipérion e o Esquadrão entraram em confronto com os Exilados antes que o truque de Proteus fosse revelado. Sem ter completa certeza de que os Exilados eram capazes de lidar com o Proteus por conta própria, Hipérion enviou a Princesa do Poder para se juntar às suas fileiras e pôr fim ao mutante assassino que estava saltando entre realidades.[12]

Mais recentemente, Hipérion estava entre os membros do Esquadrão Supremo puxados para a Terra-31916, lar de uma versão de realidade alternativa do Esquadrão e se uniram com suas contrapartes e os heróis da Terra-1610 para impedir a destruição da Terra-31916.[13][14]

Morte

Quando a realidade de Hipérion começou a sofrer um cataclismo de origem desconhecida que ameaçava destruir a Terra, Hipérion insistiu para que Zarda usasse um portal para escapar da destruição de seu planeta natal, já que só havia tempo para uma pessoa entrar nele. Zarda, inicialmente, foi contra essa decisão. No entanto, Hipérion disse a ela para ir e se lembrar deles, enquanto Zarda entrava no portal, deixando-o para morrer.[15]

Poderes

Exiles Vol 1 77 page 07 Mark Milton (Earth-712)
  • Fisiologia Eterno: A fisiologia "única" de Hipérion é comum entre os Eternos. Seu corpo coleta radiação cósmica e opera em um processo similar à fusão nuclear. Como resultado, ele possui vários atributos sobre-humanos.
    • Força Sobre-Humana: Hipérion possui grande força física. No seu auge, ele possui força sobre-humana listada como classe 100 (a escala não deve ser considerada de forma literal, mas apenas como comparativo). Hipérion demonstrou quase igualar sua força com seres como o Gladiador (cuja força é classificada como classe 100+).
    • Velocidade Sobre-Humana: Hipérion pode correr, se mover e reagir a velocidades supersônicas. O limite exato de sua velocidade é Mach 4 (4.900 quilômetros por hora).[16]
    • Voo: Hipérion tem a habilidade de levitar e voar em enormes velocidades por utilizar e manipular anti-gravitons. No seu auge, ele é capaz de alcançar velocidade de escape (40.320 quilômetros por hora). Uma vez no espaço, ele é capaz de atingir a velocidade da luz.[17]
    • Vigor Sobre-Humano: A musculatura altamente avançada de Hipérion produz consideravelmente menos toxinas de fadiga durante atividades físicas do que a musculatura de um ser humano. Ele pode exercer-se fisicamente em sua capacidade máxima por vários dias antes do acúmulo de toxinas de fadiga em seu sangue começar a prejudicá-lo. Hipérion também é capaz de suportar fisicamente os rigores do espaço sem qualquer roupa especial. Não se sabe se ele não precisa respirar ou se ele pode simplesmente prender a respiração por longos períodos de tempo.
    • Quase-Invulnerabilidade: O corpo inteiro de Hipérion é muito mais resistente do que o de um humano normal e é praticamente imune a todos os danos físicos. Hipérion pode suportar disparos de armas navais de alto calibre, quedas de enormes alturas, exposição a temperaturas absolutas, pressões extremas, poderosas rajadas de energia e até mesmo grandes forças de impacto, como ser repetidamente atingido pelo Gladiador e pelo martelo de Thor. Durante uma aventura na Terra-1610, também conhecida como o Universo Ultimate da Marvel, Hipérion foi capaz de resistir a ser cortado pelas garras de Adamantium da versão desse universo do Wolverine sem ser ferido.[18]
    • Agilidade Sobre-Humana: A agilidade, equilíbrio e a coordenação motora de Hipérion são aprimorados a níveis que estão muito além dos limites físicos naturais do melhor atleta humano.
    • Reflexos Sobre-Humanos: Os reflexos de Hipérion são similarmente aprimorados e são cerca de 100 vezes superiores aos do melhor atleta humano.
    • Manipulação de Energia Cósmica: Hipérion é capaz de manipular grandes quantidades de energia cósmica para certos propósitos:
      • Visão Atômica: Hipérion é capaz de disparar feixes de calor altamente intensos de seus olhos que são muitas vezes chamados de Visão Atômica. O poder máximo de sua Visão Atômica é desconhecido, mas sabe-se que Hipérion pode gerar temperaturas muito acima de 7.000 graus Celsius, já que sua Visão Atômica foi capaz de se igualar as rajadas óticas do Gladiador, criando uma explosão enorme que temporariamente incapacitou ambos os adversários.
      • Fator de Cura Regenerativo: Se ferido, Hipérion pode canalizar energia cósmica para reparar suas células, tecidos, órgãos e até mesmo ossos que foram danificados ou regenerá-los se eles forem destruídos. Quando Hipérion usou demais sua Visão Atômica, ele consumiu quase toda a energia cósmica que seu corpo coletou, fazendo com que seus poderes se enfraquecessem e, como resultado, o calor de sua visão atômica queimou suas retinas fazendo com que ele ficasse cego. No entanto, seu fator de cura foi capaz de regenerar o dano causado aos seus olhos quando ele aprendeu como controlar a energia cósmica e usá-la para curar ferimentos. Além disso, quando o Gladiador quebrou as costas dele durante um encontro, seu fator de cura foi capaz de reparar o dano causado à sua coluna vertebral. O fator de cura de Hipérion também diminui consideravelmente a sua taxa de envelhecimento. No entanto, não se sabe se ele envelhece em um ritmo excepcionalmente lento ou se o fator de cura o impede de envelhecer completamente. Seu fator de cura também o mantém em ótima saúde e faz com que ele seja imune a todas as doenças, infecções, contaminações, corrosivos e radiação (com exceção da radiação da Aragonita que drena seus poderes e vitalidade).[9]

Habilidades

Inteligência de Classe Super-Gênio: Hipérion possui intelecto muito além de um humano comum, tendo dominado a ciência e tecnologia dos Eternos, uma espécie que está além da humanidade em ambos os campos.[19] Hábil Combatente: Hipérion é bem treinado em várias formas de artes marciais e combate corpo-a-corpo, o que faz dele um oponente bastante perigoso. O seu nível de treinamento é desconhecido, no entanto, mesmo sem nenhum treinamento anterior, seus vários atributos sobre-humanos fazem dele um adversário altamente formidável.[20][21]

Nível de Força

Classe 100.

Fraquezas

Os poderes e a vitalidade física de Hipérion são severamente diminuídos se ele for exposto à radiação da Aragonita. Se essa radiação realmente interfere com a capacidade do seu corpo de metabolizar a energia cósmica ou se é simplesmente uma reação psicossomática não foi ainda revelado.


  • Hipérion foi criado como uma imitação do Superman da DC Comics.

Explore e Discuta

Notas de Rodapé

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.